12 Músicas, 46 minutos

NOTAS DOS EDITORES

O AC/DC quebrou paradigmas nos anos 90 com um dos melhores riffs da sua carreira. Isso aconteceu com "Thunderstruck", a faixa que abre o álbum The Razor's Edge. Algumas mudanças aconteceram antes da banda gravar este álbum de ritmo infatigável, na Colômbia Britânica. O baterista Simon Wright saiu do grupo para trabalhar com a banda Dio e o baterista veterano Chris Slade se juntou à sempre constante batida estrondosa de fundo. Brian Johnson deixou seu lugar de compositor neste álbum, deixando Malcolm e Angus, pela primeira vez, totalmente responsáveis pela composição das músicas. Foi uma jogada inteligente. Junto com "Thunderstruck", a banda trouxe "Moneytalks", a música mais pop que a banda provavelmente escreveu. Depois veio "Are You Ready", um dos seus chamados ferozes à ação. Os cantos energéticos e crescentes neste álbum foram um lembrete para uma nova geração de que o rock 'n' roll puro, autêntico, estava ferozmente mais vivo que nunca.

NOTAS DOS EDITORES

O AC/DC quebrou paradigmas nos anos 90 com um dos melhores riffs da sua carreira. Isso aconteceu com "Thunderstruck", a faixa que abre o álbum The Razor's Edge. Algumas mudanças aconteceram antes da banda gravar este álbum de ritmo infatigável, na Colômbia Britânica. O baterista Simon Wright saiu do grupo para trabalhar com a banda Dio e o baterista veterano Chris Slade se juntou à sempre constante batida estrondosa de fundo. Brian Johnson deixou seu lugar de compositor neste álbum, deixando Malcolm e Angus, pela primeira vez, totalmente responsáveis pela composição das músicas. Foi uma jogada inteligente. Junto com "Thunderstruck", a banda trouxe "Moneytalks", a música mais pop que a banda provavelmente escreveu. Depois veio "Are You Ready", um dos seus chamados ferozes à ação. Os cantos energéticos e crescentes neste álbum foram um lembrete para uma nova geração de que o rock 'n' roll puro, autêntico, estava ferozmente mais vivo que nunca.

TÍTULO DURAÇÃO

Mais de AC/DC

Talvez também goste