4 Músicas, 40 minutos

NOTAS DOS EDITORES

O último álbum do Can com o vocalista Damo Suzuki também é o mergulho do grupo na ambient music. Future Days abre com a faixa-título, um emaranhado de sons de ondas, pios de pássaros e batidas africanas que se sustentam até Suzuki aparecer com uma melodia tropical. A sensual “Moonshake” é a única com cara de single em um álbum com quatro faixas. Serve de preparação para o rock progressivo de “Bel Air", levado pela guitarra fantasmagórica de Michael Karoli e os sintetizadores de Irmin Schmidt.

NOTAS DOS EDITORES

O último álbum do Can com o vocalista Damo Suzuki também é o mergulho do grupo na ambient music. Future Days abre com a faixa-título, um emaranhado de sons de ondas, pios de pássaros e batidas africanas que se sustentam até Suzuki aparecer com uma melodia tropical. A sensual “Moonshake” é a única com cara de single em um álbum com quatro faixas. Serve de preparação para o rock progressivo de “Bel Air", levado pela guitarra fantasmagórica de Michael Karoli e os sintetizadores de Irmin Schmidt.

TÍTULO DURAÇÃO

Mais de Can

Talvez também goste