Notas dos editores Maiara & Maraisa e Marília Mendonça se conhecem há mais de sete anos e, desta amizade, surgiu o projeto Patroas, reunindo as três cantoras e músicas de diversas vertentes do universo sertanejo. Já em 2020, surgiu a necessidade de mostrar o processo de crescimento e amadurecimento das artistas. “A gente tem o projeto das patroas há muito tempo e queria fazer uma reconstrução, nos mostrando mais maduras”, conta Maiara ao Apple Music. Com a pandemia do novo coronavírus, o trio não conseguiu se apresentar da maneira desejada, em cima de um palco e com plateia, mas criou algo a partir do isolamento social. “Chegou a época da pandemia e ficamos mais em casa, em Goiânia, onde a Marília [Mendonça] também mora. A gente sempre quis gravar um material inédito, então juntamos o que tínhamos.”

Depois de muito ensaio e conversa entre as três, alguns modões e canções inéditas foram selecionados para uma versão repaginada de Patroas, em show que foi transmitido em uma live e se tornou o novo álbum das cantoras. As inéditas “10 de Setembro” e “Quero Você do Jeito Que Quiser” figuram ao lado de releituras de clássicos, como “Não Aprendi Dizer Adeus” e “No Dia em Que Saí de Casa”. As escolhas não foram aleatórias e passaram pelo crivo de Marília, Maiara e Maraisa. “Nós três escolhemos as faixas, e não foi apenas pelo aspecto comercial, mas também para mostramos a nossa verdade interior. Nossas composições têm mais de sete anos e queríamos elas”, explica. Já para Maraisa, as canções trazem um lado eclético das artistas, com diferentes vertentes do sertanejo que representam como elas se sentem, e fazem disso uma prioridade. “Não foi uma preferência por músicas que todos sabem cantar, priorizamos o que nós queríamos cantar”, relata.

A mistura de faixas já amplamente conhecidas com novidades traz uma sensação de familiaridade e proximidade com as três, mesmo que o show não tenha contado com plateia. “A gente queria a interação da galera, mas, mesmo sendo virtual, sentimos uma energia muito boa”, afirma Maiara. Com momentos de descontração e piadas, presentes ao longo do álbum, o entrosamento e a intimidade entre elas ficaram nítidos e foram apresentados de maneira orgânica ao público. “Foi espontâneo e real, assim como nós somos. Apesar de sermos artistas, nossa música fala muito da nossa realidade e da nossa verdade, e isso transpareceu. Teve muita alegria, muita coisa boa”, explica.

Já canções como “Coração Bandido” e “Cara ou Coroa (A Cara o Cruz)” refletem bem a ideia que as três quiseram passar na live, de empoderamento feminino. Segundo Maiara, falar a verdade pessoal ao trabalhar é um meio de mostrar coragem e força. “As pessoas se confundem ao nos ouvir cantando sobre sofrimento, mas a verdade é que é necessário muita força para dizer o que se acredita. Não à toa, fazemos a diferença”.

A seguir, a dupla dá detalhes e explica a escolha de cada uma das faixas de Patroas.

Quero Você do Jeito Que Quiser
Maiara: “É uma composição minha, da Maraisa e da Marília. Ela foi feita há sete anos, antes mesmo de gravarmos o nosso DVD e da Marília gravar o dela. É uma coisa que fala bem do início de tudo, da construção das Patroas. Ela foi a primeira a ser lançada, o arranjo ficou incrível, a abertura de voz ficou incrível. O momento do refrão são as três vozes, que mostra essa força da Maiara, da Maraisa e da Marília juntas. E acho que foi a música perfeita para a gente abrir o projeto das Patroas.”

10 de Setembro
Maiara: “Esta é uma música que foi composição da Marília, da Maraisa e de um parceiro nosso que se chama Juliano Tchula. E ela é uma canção real, que fala do casal real, de um dos casos amorosos desse amigo nosso. Quisemos gravá-la porque ela conta bem a realidade de criarmos uma expectativa, e, às vezes, a gente a não sabe o porquê, as coisas não acontecem. É uma música muito sofrida. E é totalmente verídica.”

Uma Vida a Mais (Listen To Your Heart)
Maraisa: “Há sete anos já queríamos fazer uma versão de ‘Listen to Your Heart’, e Marília e eu estávamos fazendo a primeira e a segunda voz, e estava dando um dueto bonito, a gente estava trabalhando em uma letra. E então, começamos a criar esse negócio do amor, que uma pessoa vai esperar a outra pelo resto da vida. Foi tudo em torno disso, e agora a gente percebe o quanto esta versão ficou boa, porque, mesmo ela ficando na gaveta por sete anos, ficou leve.”

Assunto Delicado
Maraisa: “’Assunto Delicado’ é um assunto muito delicado mesmo. É uma história de relacionamento em que uma pessoa cria expectativa na outra, e que faz essa outra esperar. A que criou a expectativa assume que não deveria ter feito aquilo, porque o caso dos dois é complicado, e ela fala: ‘Eu não deveria nem ter tomado o seu tempo’. É uma forma leve de você falar isso para outra pessoa. E a gente passou muito por isso na vida.”

Você Nem É Tudo Isso
Maraisa: “A letra fala de pessoas que precisam tomar um choque de realidade e perceber que não são o último refrigerante do deserto, além de terem uma falsa impressão de si mesmas, porque em um relacionamento não tem isso, todo mundo é igual. Então, a pessoa se infla, seja por traumas de infância ou chifre que tomou, acha que nunca mais vai se machucar e quer ser superior à outra. A gente passava muito por isso antigamente, porque o mundo era muito mais machista do que é hoje. Foi um tapa de luva de pelica só para a pessoa acordar para a vida e dizer: ‘Meu amigo, você nem é tudo isso’. Uma pessoa com autoestima baixa é horrível, mas uma com a autoestima muito elevada pode ser pior ainda.”

Coração Bandido
Maraisa: “Quem escolheu esta foi a Marília Mendonça, e ela não está aqui para se defender, mas é sobre as pessoas que cada vez mais estão se libertando. Hoje a pessoa pode dizer: ‘Eu fiz errado mesmo, eu assumo’, ou então: ‘Eu traí mesmo’. Todo mundo hoje está mais aberto para esse tipo de coisa. Não é uma música nova, é do Rafael Dias, músico e compositor. E é uma música masculina, foi feita por um homem e gravada por um homem, o Leonardo, mas ela se encaixou muito bem no projeto Patroas porque as mulheres são do mesmo jeito, têm coragem de dizer: ‘Fui bandida, fiz errado’. Acho que muita gente se identificou por causa disso. E a letra da música pede sinceridade.”

A Solidão É Uma Ressaca
Maraisa: “A gente é da boemia, desde sempre. Vivemos e cantamos na noite, trocamos a noite pelo dia, bebemos, nos divertimos. Então, nós também temos as nossas noites de solidão e de ressaca, esta música tinha tudo a ver com a gente mesmo.”

Cheiro de Shampoo
Maraisa: “’Cheiro de Shampoo’ é um hino! Um clássico do Chrystian & Ralf, acho que todos os fanáticos por eles gostam dessa música e já vão direto nela, é uma das mais ouvidas. E é aquele negócio da sedução, tem tudo a ver com a gente também.”

Dez Corações
Maraisa: “Maravilhosa essa música e essa letra. A gente gosta dela há muito tempo. Ela foi escrita por Cristian Luz e lançada por Edson e Hudson, mas não chegou a ser música de trabalho deles. Eles descobriram a música porque todos eram apaixonados por ela, por causa da letra. E há uns sete anos, a gente sempre a ouvia, achávamos linda a construção. Fomos pesquisar uma do Edson e Hudson para gravar e caímos nela de novo.”

Só Pensando Em Você
Maraisa: “’Só Pensando em Você’ é um grande clássico do Rick & Renner, uma melodia incrível, tem tudo a ver com a gente. A compositora é a Lia Soares, então ela fala muito do que a gente pensa pela ótica feminina, isso sem dizer que a letra também é ótima.”

Paixão Goiana
Maraisa: “Nós somos de Goiânia, moramos aqui – é o celeiro do sertanejo. Estávamos gravando o projeto em Goiânia, em casa, e eu sempre gostei muito desse pagodão goiano! As meninas até falaram: ‘Vamos cantar a música que a Maraisa escolheu!’, porque era uma das músicas fora das vertentes que estávamos seguindo. ‘Vamos de pagodão agora’, e escolhemos essa música que é uma homenagem a Goiás, a todo mundo que gosta de moda sertaneja e conhece o estado, a cidade. Sem contar que ela tem um ritmo gostoso demais.”

No Dia em Que Eu Saí de Casa
Maiara: “A escolha foi uma homenagem às nossas mães, que aguentam a gente, e independente do que o povo fale, elas nos amam. Nos identificamos muito com esta música a resolvemos gravá-la para as nossas mães porque saímos de casa e deixamos elas muito. Em turnê, saímos na quarta-feira e voltamos domingo, segunda-feira, e elas sempre ficam com o coração apertado e falam ‘Vai com Deus’, então foi uma homenagem porque devemos muito a elas, e foi legal porque decidimos nós três juntas, de forma natural, e ficou lindo.”

Te Quero Pra Mim (It Matters to Me)

Maiara:”A abertura de voz ficou maravilhosa, além de ser uma música apaixonada – estava faltando isso. Porque precisamos falar de amor, não poderíamos deixar de lado.”

Pot-Pourri Modão: Chora Viola/ Caminheiro/ Ladrão de Mulher/ O Campeão/ A Vaca Já Foi pro Brejo
Maiara: “Este pot-pourri já existe e pegamos do Jorge & Mateus. Acredito que toda dupla sertaneja já cantou ele. Foi realmente uma coisa que resgatamos porque é uma homenagem aos violeiros, ao pessoal que gosta de moda bruta mesmo, porque não queríamos só ficar cantando Bruno & Marrone ou Zezé. Queríamos ser ecléticas, mas estavam faltando os modões. A gente sabe que esse pot-pourri é muito usado pelas duplas, a galera ama, quando vai para os botecos, todos cantam.”

Nuvem de Lágrimas
Maraisa: “’Nuvem de Lágrimas’ é Chitão! Tínhamos que cantar. A música já é uma que a Maiara e eu fazemos porque gostamos de Chitãozinho & Xororó, a tonalidade deles é ótima.”

Nada Mudou
Maraisa: “’Nada Mudou’, do Di Paullo & Paulino, é uma música que tem uma letra de passar mal. É de doer, uma poesia. Não é fácil de cantar, tem uma melodia mais lenta. E é tudo o que todos pensam sobre relacionamentos: ‘Passou, mas dentro de mim nada mudou’. Todo mundo está cantando que esqueceu, mas por dentro o amor está enraizado. Então, é uma música que rola muito em Goiânia e é de uma dupla bastante respeitada, com uma qualidade musical incrível.”

Deixa Eu te Amar
Maiara: “Gostamos do Edson & Hudson porque eles têm músicas apaixonadas, leves, e a juventude gosta muito. Além da tonalidade deles ser bem parecida com a nossa, então a música ficou linda.”

Não Aprendi Dizer Adeus
Maiara: “Esta música é linda e me remete muito à época de quando o Leandro, do Leandro & Leonardo, faleceu. A gente sempre foi muito fã da dupla, e temos uma paixão muito grande por eles porque foram nossa inspiração. Começamos a cantar por causa do Leonardo, então para mim ela é um hino. Eu não consigo enxergá-la como sendo apenas sobre relacionamentos, e toda vez que eu a escuto, me lembro muito do Leandro. Remete muito a saudade.”

Cara ou Coroa (A Cara o Cruz)
Maiara: “Nós criamos um diálogo nesta música, de uma amiga conversando com a outra: ‘Cara ou coroa, minha amiga, vamos jogar’, então fica engraçado, mas é o que sempre falamos: ‘Amizade vale mais do que qualquer coisa, quem tem amigo neste mundo tem tudo’, então a gente manda um recado legal para as mulheres, para não ficar competindo por homem com ninguém. Prato disputado é para quem tá passando fome, a Marília já mandou o recado.”

MÚSICA
Quero Você do Jeito Que Quiser
1
3:35
 
10 de Setembro
2
3:43
 
Uma Vida a Mais (Listen To Your Heart)
3
3:50
 
Assunto Delicado
4
3:39
 
Você Nem É Tudo Isso
5
3:51
 
Coração Bandido
6
4:07
 
A Solidão É uma Ressaca
7
3:51
 
Cheiro de Shampoo
8
3:09
 
Dez Corações
9
2:56
 
Só Pensando Em Você
10
3:44
 
Paixão Goiana
11
2:30
 
No Dia Em Que Sai de Casa
12
2:58
 
Te Quero Pra Mim
13
3:22
 
Pot-Pourri Modão: Chora Viola / Caminheiro / Ladrão de Mulher / O Campeão / A Vaca Já Foi Pro Brejo
14
6:12
 
Nuvem de Lágrimas
15
3:20
 
Nada Mudou
16
3:29
 
Deixa Eu Te Amar
17
3:19
 
Não Aprendi a Dizer Adeus
18
2:33
 
Cara Ou Coroa (A Cara o Cruz)
19
3:04
 

Videoclipes

Mais de Marília Mendonça & Maiara & Maraisa

Com participação em