Notas dos editores Originário de Mississauga, subúrbio de Toronto, Ali Gatie nos presenteou com "It's You", um acústico devocional que se tornou uma das candidatas à música do verão de 2019, capturando tanto a adrenalina de um novo romance quanto a insegurança de que tudo pode desmoronar a qualquer momento. Esse single anunciou a chegada de um novo e intrigante talento, cujo dom para melodias soul disfarça a intenção de mostrar os seus sentimentos mais vulneráveis. Mas, com o seu primeiro mini-LP YOU, Gatie revela que "It's You" é apenas uma peça de um quebra-cabeça narrativo complexo que examina o êxtase e a angústia de se apaixonar e de terminar. E, enquanto o álbum apresenta mais da vibe tropical pop que torna "It's You" tão fácil de ouvir, também mostra Gatie expandindo os parâmetros de seu som com texturas nebulosas de sintetizador e linhas líquidas de guitarra elétrica (cortesia do veterano Happy Perez) que evocam o ambient R&B de Frank Ocean. "Eu queria que este projeto parecesse uma jornada real", disse Gatie ao Apple Music. "Os altos e baixos, as idas e vindas." Abaixo, Gatie apresenta um guia faixa a faixa que ajuda a se orientar nesta turbulência emocional.


It’s You
“A coisa realmente especial sobre esta música foi que eu nem pensei em compô-la como uma música para lançar. Eu estava me sentindo assim sobre uma determinada pessoa e estava apenas gravando um arquivo de áudio no meu celular –– que eu ainda tenho –– e o enviei para ela sem nem ouvir. E então, depois de realmente me dar conta, eu fiquei, tipo, 'Bem, essa é uma música muito especial.' Eu me lembro de falar com essa pessoa e dizer: 'Eu sei que eu disse que a música era para você, mas eu vou lançá-la mesmo porque é muito boa’. Esta música é apenas eu, muito vulnerável. E eu acho que é por isso que o mundo se identificou tanto com ela, porque eu estava literalmente conversando com alguém através da música.”


Moonlight
“O primeiro verso ('eu comprei coisas para você para as quais eu nem tinha dinheiro/ se eu pudesse fazer você se sentir tão rica, não me importaria de me sentir pobre') é uma metáfora: tipo, eu te amo tanto que, mesmo se eu te desse os meus últimos cinco dólares, isso faria me sentir mais rico, sabe? Porque eu estava tão apegado a essa pessoa e apaixonado por ela que era como se estivesse vivendo minha vida através dela.”


Used to You
“Esta música é sobre a mesma garota de 'It's You'. E eu estou cantando da perspectiva dela. Esse relacionamento estava tendo problemas –– estava chegando ao fim, e não da melhor maneira. E então estou cantando o que ela estava me dizendo, tipo: 'Não desista de mim'. É uma das únicas músicas que escrevi sob o ponto de vista de outra pessoa, porque eu estava tentando entender como ela estava se sentindo. Outra coisa especial sobre esta música é que eu de fato não a coloquei primeiro no papel –– eu fiquei no estúdio cantando o que sentia no meu coração.”


Say to You
"Esta na verdade é sobre a mesma garota de 'Moonlight', que é uma garota diferente! É tipo uma resolução para esta faixa –– trata-se de chegar ao ponto em que é, tipo: 'Eu amo você e você é incrível, mas você age como se estivesse tudo bem, e eu não estou bem. E então eu literalmente não sei o que dizer para você. Eu nem sei quais são as palavras para tentar explicar como me sinto.’ Então escrevi uma música inteira sobre isso, por mais irônico que seja.”


Love You Like That
"Tecnicamente, esta música parece mais um interlúdio –– eu a coloquei bem no meio para dar uma pausa para você. Eu começo com quatro músicas muito poderosas, e esta aqui lhe dá um pouco de tempo para se recuperar. E eu a compus como um poema e não vou mentir: no momento em que escrevi, fiquei, tipo, 'Isso é muito Frank Ocean'. Todas as outras músicas acima são bem diretas: 'Por favor, não me decepcione’ ou 'Eu não sei o que dizer para você'. Esta música é toda uma metáfora –– tem todos estes versos legais sobre o oceano, onde eu queria que as pessoas visualizassem o meu sentimento. É apenas violão e um poema. O violão de Happy é tão bonito que não precisa de mais nada.”


Sunshine
"Depois que 'Love You Like That' dá uma pausa, 'Sunshine' leva você de volta à energia das quatro primeiras faixas. O interessante é que ela se chama 'Sunshine', mas realmente parece mais uma música de chuva. Não é de forma alguma uma música feliz. E é outra música que é poética. Eu canto: 'Você tem gosto de vinho tinto', e eu pessoalmente nem bebo; eu nunca bebi vinho. Mas é sobre a ideia de ser tão viciado no seu amor que é inebriante.”


How Things Used to Be
“Eu sempre penso em como as coisas eram antes, e isso traz à tona um sentimento vulnerável de 'Eu me pergunto se você ainda pensa em mim do jeito que eu penso em você’. Os versos desta música que realmente mais importam para mim são 'Os momentos depois que você se foi / Para mim, eles parecem uma eternidade’. E então todo o conceito da música é, tipo, 'Se eu estou me sentindo tão forte sobre isso, e estou sentado aqui escrevendo músicas sobre você, e o mundo inteiro sabe sobre você, esse sentimento é recíproco? Você ainda está pensando em mim, ou sou apenas um romântico sem esperança?’”


Holding On
“Na minha cabeça, esta música seria o grande final do álbum. Metade dela é escrita da perspectiva da garota de 'Used to You'. Eu coescrevi a música com Belly, e no começo estávamos quase criticando a garota --tipo, 'Você desistiu de mim!'. Mas um relacionamento obviamente tem sempre dois lados, então como incluo os meus erros? Então trocamos todos os versos que tinham 'você' --'Você desistiu de mim' se tornou 'Nós desistimos um do outro'. E isso realmente tornou a música completa. Estamos dizendo: 'Não vamos desistir um do outro. Vamos realmente tentar lutar por isso, porque o que temos vale a pena’. Mas no final você fica pensando: 'Então ele ficou com ela? Deu certo?’”


Lost My Lover
“Este é o encerramento do álbum –– eu o escrevi como um poema sobre uma garota diferente, mas na verdade se relaciona às duas meninas sobre as quais eu canto neste álbum. Liricamente acho que é a música mais linda que já escrevi. Tem este verso: ‘Não é irônico que aquela com quem eu sonho é a razão pela qual não consigo dormir" –– quando escrevi isso, percebi que era uma música especial. O amor pode ser tão bonito e puro quanto também pode ser distorcido e sombrio, porque é uma emoção tão poderosa que realmente controla você.”

1
3:32
 
2
3:48
 
3
2:14
 
4
3:14
 
5
2:05
 
6
2:47
 
7
2:41
 
8
2:17
 
9
3:18
 

Videoclipes

Mais de Ali Gatie

Com participação em