10 Músicas, 28 minutos

NOTAS DOS EDITORES

“O que a gente fazia era tocar a música, fechar os olhos e cada um de nós dizia a cor que a música nos fez sentir”, contou o superstar colombiano J Balvin ao Apple Music sobre como ele montou o seu sexto álbum solo, escolhendo as músicas a partir de aproximadamente 40 faixas em potencial. “A cor que prevalecia virava o nome da música.” De fato, quando o single deliberadamente austero “Blanco” foi lançado no ano passado, poucos poderiam prever que marcaria o início de um verdadeiro arco-íris de um novo cardápio temático, mesmo depois que ele batizou a sua turnê de 2019 de Arcoiris — literalmente “arco-íris” em espanhol.

“Este é um álbum de J Balvin; não é um álbum de colaborações”, diz ele. Se os seus projetos anteriores o apresentavam ao lado de muitos artistas, de Daddy Yankee e Farruko a Pharrell e ROSALÍA, este sucessor dos adorados duetos com Bad Bunny OASIS (2019), o apresenta olhando mais para dentro de si do que se comunicando com o mundo lá fora. Numa época em que tantos olhos estão direcionados a ele, graças, em grande parte, às parcerias musicais bem-sucedidas com artistas da música latina e além dela, como Black Eyed Peas e DJ Snake, Colores o apresenta à parte de tudo, enquanto participa de um grande exercício criativo com um círculo restrito de produtores, incluindo o seu parceiro de estúdio de longa data, Sky Rompiendo.

O estilo floral neopsicodélico do mestre da arte pop moderna Takashi Murakami complementa estas dez variações vibrantes de dembow, conferindo humor a uma variedade de tons sonoros. Além dessa mensagem, cada música tem um videoclipe próprio, dirigido por Colin Tilley, que mostra fantasias experimentais construídas a partir de cada parte da paleta de cores do álbum. Para quem vê Balvin como o rosto e a voz do reggaeton contemporâneo, Colores prova que, nas mãos certas, o gênero tem um potencial artístico ilimitado. Abaixo, ele fala para o Apple Music sobre cada uma das faixas.

Amarillo
“Amarelo era o que 80% das pessoas sentiam quando ouviam esta música. Produzida por DJ Snake e Afro Bros, ela é muito enérgica e feita para discotecas. Ela diz que não complico a minha vida. Muitas pessoas conhecem o J Balvin, mas poucas conhecem o José, e o lance é que eu não me complico. Vamos aproveitar. É por isso que esta é a primeira música do álbum, pois assim que as pessoas a escutarem, eu quero que elas se sintam conectadas com a cor e com o poder da música.”

Azul
“Fechamos os olhos como uma equipe de trabalho, e a cor azul prevaleceu. Esta música foi produzida por Sky, e Justin Quiles trabalhou conosco. É uma música muito revigorante, em que falamos de uma mulher que vive sua vida do jeito que ela quer, de modo independente. Ela faz as coisas do jeito dela e não pode ser controlada.”

Rojo
“As letras aqui realmente nos conduzem para a paixão, para o amor. Fazia um tempo desde que fiz uma música romântica de reggaeton. A letra diz: ‘Eu escolho você’. Quando você ama, ama livremente e precisa deixar a outra pessoa ser feliz. A parte que eu mais gosto diz: ‘Eles tentam e eles falham. Eles sempre querem comprar você com dinheiro, mas esse tesouro tem seus piratas. Farei qualquer coisa por você’. Significa que, por mais que eles queiram comprar você, seu coração me pertence.”

Rosa
“Esta é produzida por Diplo. Nos divertimos muito fazendo essa música, que tem uma vibe muito sensual. Com esta faixa, você não pode dizer a uma mulher o quanto você gosta dela e você não sabe o que fazer quando está na frente dela. Mais uma vez, estou sozinho, como você pode ver, como em 90% de Colores.”

Morado
“Há muito tempo eu queria lançar uma música de reggaeton clássico, estilo J Balvin. Quando fechamos os olhos, nos conectamos com a cor roxa. E quando pensamos em roxo, pensamos na realeza, na vibe do castelo, na vibe do rei. A letra é muito engraçada: ‘Eu pedi um drink e ela pediu a garrafa. Ela sempre vai longe demais quando estou com ela. Escute ela, senão você vai falhar, sim. Se houver algum problema, a culpa é dela. Dance para que o bumbum dela rebole, e pronto’.”

Verde
“Existem apenas duas colaborações no álbum, e esta é muito especial porque é com o meu irmão e braço direito na música, Sky. Pela primeira vez, ele se mostra como um artista. Além de ser um grande produtor e compositor, ele também faz rap e canta muito bem. Esta música é 100% puro reggaeton. É feita para pular, pular de verdade. Ela diz para as pessoas checarem o ‘swag’ e o ‘flow’ de todo mundo.”

Negro
“Esta é uma das minhas músicas favoritas de Colores porque tem malianteo, o sabor que me fez me apaixonar pelo reggaeton. Ela me lembra os dias de Hector El Father; ela faz você querer pegar um bastão e sair na rua. A letra é brutal. A cor e o que a música inspira são brutais. Dee Mad fez uma batida que realmente pegou.”

Gris
“Cinza foi a cor predominante na votação desta música. As letras são sobre quando você tenta ser o melhor para seu parceiro, mas ele não dá nenhum valor. Ele não para de julgá-lo pelos erros que você cometeu no passado.”

Arcoíris
“Esta se chama ‘Arcoíris’ porque foi a música que mais mudou o ritmo. O produtor é mais uma vez Michael Brun, do Haiti, uma colaboração com Mr Eazi, da Nigéria. Ele sampleia uma música cubana de Compay Segundo. Parece muito com a África, mas tem muito do nosso sabor latino. Combinamos todas as cores no ritmo desta faixa. Sou fã de afrobeats e já trabalhamos com Mr Eazi antes, em OASIS.”

Blanco
“Esta foi a primeira música do álbum a ser lançada. Quando tudo soava muito similar, eu decidi seguir um outro caminho. Ela fala sobre minha cidade, Medellín, e foi produzida por Sky. É diferente do que estava acontecendo lá fora. De verdade, ‘made in Medellín’.”

Apple Digital Master

NOTAS DOS EDITORES

“O que a gente fazia era tocar a música, fechar os olhos e cada um de nós dizia a cor que a música nos fez sentir”, contou o superstar colombiano J Balvin ao Apple Music sobre como ele montou o seu sexto álbum solo, escolhendo as músicas a partir de aproximadamente 40 faixas em potencial. “A cor que prevalecia virava o nome da música.” De fato, quando o single deliberadamente austero “Blanco” foi lançado no ano passado, poucos poderiam prever que marcaria o início de um verdadeiro arco-íris de um novo cardápio temático, mesmo depois que ele batizou a sua turnê de 2019 de Arcoiris — literalmente “arco-íris” em espanhol.

“Este é um álbum de J Balvin; não é um álbum de colaborações”, diz ele. Se os seus projetos anteriores o apresentavam ao lado de muitos artistas, de Daddy Yankee e Farruko a Pharrell e ROSALÍA, este sucessor dos adorados duetos com Bad Bunny OASIS (2019), o apresenta olhando mais para dentro de si do que se comunicando com o mundo lá fora. Numa época em que tantos olhos estão direcionados a ele, graças, em grande parte, às parcerias musicais bem-sucedidas com artistas da música latina e além dela, como Black Eyed Peas e DJ Snake, Colores o apresenta à parte de tudo, enquanto participa de um grande exercício criativo com um círculo restrito de produtores, incluindo o seu parceiro de estúdio de longa data, Sky Rompiendo.

O estilo floral neopsicodélico do mestre da arte pop moderna Takashi Murakami complementa estas dez variações vibrantes de dembow, conferindo humor a uma variedade de tons sonoros. Além dessa mensagem, cada música tem um videoclipe próprio, dirigido por Colin Tilley, que mostra fantasias experimentais construídas a partir de cada parte da paleta de cores do álbum. Para quem vê Balvin como o rosto e a voz do reggaeton contemporâneo, Colores prova que, nas mãos certas, o gênero tem um potencial artístico ilimitado. Abaixo, ele fala para o Apple Music sobre cada uma das faixas.

Amarillo
“Amarelo era o que 80% das pessoas sentiam quando ouviam esta música. Produzida por DJ Snake e Afro Bros, ela é muito enérgica e feita para discotecas. Ela diz que não complico a minha vida. Muitas pessoas conhecem o J Balvin, mas poucas conhecem o José, e o lance é que eu não me complico. Vamos aproveitar. É por isso que esta é a primeira música do álbum, pois assim que as pessoas a escutarem, eu quero que elas se sintam conectadas com a cor e com o poder da música.”

Azul
“Fechamos os olhos como uma equipe de trabalho, e a cor azul prevaleceu. Esta música foi produzida por Sky, e Justin Quiles trabalhou conosco. É uma música muito revigorante, em que falamos de uma mulher que vive sua vida do jeito que ela quer, de modo independente. Ela faz as coisas do jeito dela e não pode ser controlada.”

Rojo
“As letras aqui realmente nos conduzem para a paixão, para o amor. Fazia um tempo desde que fiz uma música romântica de reggaeton. A letra diz: ‘Eu escolho você’. Quando você ama, ama livremente e precisa deixar a outra pessoa ser feliz. A parte que eu mais gosto diz: ‘Eles tentam e eles falham. Eles sempre querem comprar você com dinheiro, mas esse tesouro tem seus piratas. Farei qualquer coisa por você’. Significa que, por mais que eles queiram comprar você, seu coração me pertence.”

Rosa
“Esta é produzida por Diplo. Nos divertimos muito fazendo essa música, que tem uma vibe muito sensual. Com esta faixa, você não pode dizer a uma mulher o quanto você gosta dela e você não sabe o que fazer quando está na frente dela. Mais uma vez, estou sozinho, como você pode ver, como em 90% de Colores.”

Morado
“Há muito tempo eu queria lançar uma música de reggaeton clássico, estilo J Balvin. Quando fechamos os olhos, nos conectamos com a cor roxa. E quando pensamos em roxo, pensamos na realeza, na vibe do castelo, na vibe do rei. A letra é muito engraçada: ‘Eu pedi um drink e ela pediu a garrafa. Ela sempre vai longe demais quando estou com ela. Escute ela, senão você vai falhar, sim. Se houver algum problema, a culpa é dela. Dance para que o bumbum dela rebole, e pronto’.”

Verde
“Existem apenas duas colaborações no álbum, e esta é muito especial porque é com o meu irmão e braço direito na música, Sky. Pela primeira vez, ele se mostra como um artista. Além de ser um grande produtor e compositor, ele também faz rap e canta muito bem. Esta música é 100% puro reggaeton. É feita para pular, pular de verdade. Ela diz para as pessoas checarem o ‘swag’ e o ‘flow’ de todo mundo.”

Negro
“Esta é uma das minhas músicas favoritas de Colores porque tem malianteo, o sabor que me fez me apaixonar pelo reggaeton. Ela me lembra os dias de Hector El Father; ela faz você querer pegar um bastão e sair na rua. A letra é brutal. A cor e o que a música inspira são brutais. Dee Mad fez uma batida que realmente pegou.”

Gris
“Cinza foi a cor predominante na votação desta música. As letras são sobre quando você tenta ser o melhor para seu parceiro, mas ele não dá nenhum valor. Ele não para de julgá-lo pelos erros que você cometeu no passado.”

Arcoíris
“Esta se chama ‘Arcoíris’ porque foi a música que mais mudou o ritmo. O produtor é mais uma vez Michael Brun, do Haiti, uma colaboração com Mr Eazi, da Nigéria. Ele sampleia uma música cubana de Compay Segundo. Parece muito com a África, mas tem muito do nosso sabor latino. Combinamos todas as cores no ritmo desta faixa. Sou fã de afrobeats e já trabalhamos com Mr Eazi antes, em OASIS.”

Blanco
“Esta foi a primeira música do álbum a ser lançada. Quando tudo soava muito similar, eu decidi seguir um outro caminho. Ela fala sobre minha cidade, Medellín, e foi produzida por Sky. É diferente do que estava acontecendo lá fora. De verdade, ‘made in Medellín’.”

Masterizado para o iTunes
TÍTULO DURAÇÃO

Avaliações e opiniões

4.6 de 5
5 avaliações

5 avaliações

,,, britânica ,

Amei

Muito bom

yasbib ,

Perfeita

Que música é clipe perfeitosss

Planejantomente ,

👌🏻👌🏻👌🏻

Sucesso

Mais de J Balvin